22 outubro, 2017

-! Ahrrrr

Eu deixar de desabafar!?!?

Caralho?? Eu?! Óbvio que não. Nem que pra isso eu guarde na caixinha aqui.. a porra de uma semana penteando a porra do cabelo no micro-ondas, movendo puffs pra poder sentar enquanto faz isso.
A porra da semana deixando a louça suja, jogando roupas pelos cantos, com a porra daquele chulé.
Com copos sujos do lado do sofá e cigarros apagados e presos no vão da janela.
Com roupas amassadas em qualquer lugar que suma da vista e com pelos do barbear nos 4 cantos do banheiro.

Eu recebo um visita surpresa e depois de um dia e que em tese estava em casa, ganho o título é imagem de porquinho..
Ok. Como eu não gosto de me vender, foda-se.
Mas daí, ser acordado por quererem maquiar essa mesma bagunça num domingo de manhã, por que o amigo aqui não vai ser visitado de surpresa.
Ahrrrr

It's so fake
It's so fake
It'sssoooo faaaaakeee

Moral da história.
Não confie no que você vê. Eu já aprendi essa porra toda faz tempo, mas como sou prejudicado por isso o tempo todo, acho legal desingasgar aqui.

Tem quatro personagens nessa história.

O visitante 1 que viu a porra da bagunça toda: não julgue os dois  sem antes conhecer os dois. Os dois podem ser bagunceiros, ou só nenhum.. ou só um dia ruim.. ainda mais numa visita não programada.

O visitante 2: se a visita é programada e vc é do tipo que olha como é a casa dos outros (aff), tenha em mente q a casa vai representar ali oq o dono quer transmitir.  As chances de vc estar sendo enganado são gigantes.. então, aprende a deixar de ser otário e avaliar as pessoas pela casa em que elas vivem.

O 'eu' da história: vc não sabe se vender e a vida ainda te surpreende com visitas no meio da bagunça alheia? Vc não liga e continua não ligando. Pq seja lá qual for o ponto de vista da história, sua consciência é a única parte q importa e sua originalidade é algo escasso no mercado. Logo não fique mal ou estressado.

O homemate da história: tome vergonha na sua cara e passe a manter suas coisas organizadas . Eu ainda não decidi se fingir uma casa ou reparar na casa do outro é a pior parte da história.. mas com certeza é um comportamento escroto vender imagem assim..

Foda, é acordo coletivo né.. as pessoas sempre estão vendendo imagem.. hum.

Acho que chegamos num ponto interessante desse desabafo sem fim. Todo mundo de alguma forma quer vender uma imagem.. seja de status, físico ou social..  e aí? Vai julgar todo mundo? Vai ficar bravo com todo mundo?

Acho que não.  Acho que só vou viver minha vida do meu jeito pq hora dessas posso sim estar tentando vender algo.. seja nesse nível escroto ou em menor escala.. convencionado.. subjetivo..

Que bosta.
Independente, menos estressado agora.

Share:

14 outubro, 2017

-\ Cura


Tem pessoas que nasceram pra ter sorte no jogo e outras no amor.. Eu.. Bem, eu acho que não nasci pra ter sorte.  Talvez o melhor caminho pra ser feliz é aceitando o que eu tenho ou não tenho e talvez não ter é minha missão nessa vida: "O cara que não tinha"

Não é um post para chorar pitangas esse aqui não.. É um desafio para mim mesmo. Para ficar de pé novamente, como sempre faço. Aceitar não ter nada, significa aceitar não ter medo também. Mãos vazias podem ser motivo pra deprimir muita gente, mas se olhar direitinho, é espaço continuo pra deixar tudo que é novo entrar.

Significa não ter magoas, significa ter espaço de sobra no coração pra todo mundo que realmente queira um pedacinho.






Eu estive procurando sobre certa 'cura' e no final, enquanto procurava essa fora de mim, perdi algumas importantes dentro de mim. Daqui duas semanas vou conhecer certo chá: Ayahuasca.

Nesse pré momento, acho que cabe fazer um 360º das coisas que vivi, vi, sinto, fiz e deixei de fazer. Das coisas que quero, não quero e os porques. Algumas ações doloridas rolando hoje também, mas nada que uma dose de isolamento não faça em prol da reflexão.
Share:

10 outubro, 2017

-( Poema?: Sistema da transição de quem não transa, ama e guerreia

Numa escalada,  está no chão, topo ou caminho

Quem sai da lama, do poço: se limpa, se prende, ou se cega na luz de quem estava preso

Quem tem coragem: leva, encara, releva e não mascara

Só reinventa, a mente criativa
Só se sustenta: verdades e ponto

Coração pra amar tem que ter mais de um
Tô falando de um que transborda
Não de dois, um bebendo e o outro que sofre.

'Não sou pedra mas posso endurecer
Não sou lenha mas eu incendeio.'

Chega de estruturas nesta torre de Babel
Chega de ordem pro mercado e desordem aqui dentro
Tem algo errado e viro a chave de vez enquando pra mostrar que a peça-peão, pensa, sente, cheque-mate no meu próprio 'rei'
Quem disse que se derruba prédio dando canelada nas paredes?
Te ensino: Entre, exploda a base e ponha o último andar no chão.

Share:

19 setembro, 2017

-| Amor próprio



Falar do mundo corporativo sem falar de consistência, planejamento e solidez nas ações é algo que não se enquadra para uma empresa que deseja crescer e se consolidar no mercado.
O mesmo vale para relações e relacionamentos, para posicionamento e personalidade. Não viver com consistência (intensamente) e solidez (focado em objetivos) tende a ser um tiro no pé de quem procura viver de verdade.

Tenho orgulho da minha história e cabeça erguida pra dizer que apenas uma página ou outra do livro da minha vida não é pública e acessível. Tudo que falo, sinto e vivo faz parte do grupo de coisas que me definem. Nada forçado, calculado ou vendido. Simplesmente vivido, como tem que ser.

Eu sinceramente não sei como faço para dar credibilidade para essas coisas.. Queria que valorizassem a simplicidade e veracidade de quem sou em relacionamentos amorosos, mas a verdade é que ganho isso apenas de amigos que, a longo prazo, notam e provam por si mesmos que eu sou quem sou sem firulas, polidez desnecessária ou caras e bocas..

Estou triste, orgulhoso de estar avançado para fora do poço que me enfiei no fim do ano passado, mas chateado em ver que minhas tentativas de exercer minha identidade ainda soando como como falso ou 'inexistente'.


Tô tão cheio de coisa para falar que não sai nada.. Sentindo tanta coisa que não consigo ficar só em uma e escrever por aqui. Acho que a única coisa que saí por completo por agora é, estou triste, está doendo, mas não estou chorando nem parando minha vida como fiz diversas vezes. Com respeito que prezo do inicio de um 'crunch' a um relacionamento sério, sofro sem vinganças, sem choro e de cabeça erguida. Com certeza um passo certo sobre aquilo que já pensava de fato estar construindo: Amor próprio. Esperar.. O que não é cultivado morre. Não vou me fechar novamente nem mal tratar por ser mal tratado. Não sou assim por mais atípico que isso seja na nossa mesquinha sociedade.

Numa situação estranha me pediram para dar um recado que agora carrego pra mim: Não se torne aquilo que te machucou.

Sou carente, mas não um vazo vazio de sentimentos querendo me preencher dos outros. Sou um carente transbordando de carinho e sedento por mais. Transbordando e querendo compartilhar, sedento e quero reciprocidade.
Share:

20 agosto, 2017

#Poesia_ !d€ñt/d@de®

Eu prefiro o ciúme, que desconfiança
Prefiro a dor de perder do que arriscar nunca ter
Dou prioridade aos amigos como na família
Choro em filmes, danço sozinho na sala
Sou um livro aberto até a página dois. Da terceira em diante deverá ser digno de ler
Confio, me entrego, acredito.
Materialmente sou pobre mas amo me enriquecer de espírito

Acredito em Deus e como poucos vejo ele como algo deforme e incalculável, mas entendo sua sabedoria em montar-se na imagem humana pra nos deixar avontade pra conversar

Paro meus olhos em quadrinhos, escuto a mesma música várias vezes e sonho mais acordado que deitado

Dizem que assim nunca terei ninguém, mas não me importo, por que já tenho tudo.

Share:

07 agosto, 2017

_@ Poe/ma/sia: Nada tenho

Numa troca de poemas percebi como estou vago de amor.. o poema era sobre amor e.. vi que não lembro o que é isso.

Nasceu então o poema resposta. Não vou postar o primeiro por que não me pertence, mas brinquei de responder e usei citação de terceiros entre aspas:

Mas querer não é poder. Maldito ditado.
Sozinho e de semblante caído, com risadas forçadas por pura educação
Insossa vida, vagando em nada além de lembranças. Nem a saudade quer, um saco de ossos invadido por dor.
O que deveria ser céu de paz é incoveniente de nada ter e no pior sentido de 'sem chão' me pergunto 'pra onde ir?'

E desisto de sentir nessa maré de sem nexo 'e faço versos, como quem morre'.

Share:

01 agosto, 2017

_( Poesia Alma corajosa

Viverei vibrante e urgente, como se o fôlego da vida fosse partir do meu corpo, por que partirá.

Lutarei no desespero de quem se afoga tentando nadar, por que já morreu quem desiste antes de alcançar um abrigo.

Vou sonhar como quem acorda, confundindo por longas horas o que é real e o que fantasiou, por que sou assim.

Amarei com minha paixão, ódio, confusão e saudade, por que tudo é vão se falta amor.

Não haverá arrependimento do que fiz, por que do feito, o passado enche a mala e o agora não permite

Pra hoje farei sacrifícios, pactos, juras, acordos e orações, pra que antes da derrota, eu vença.

Share: